quarta-feira, 19 de junho de 2019

Notícias

In: ,

Conferência Estadual debate Sistema Único de Assistência Social

Por Ivan1

Delegados da Assistência Social eleitos nas Conferências Municipais participaram do primeiro dia de debates da IX Conferência Estadual de Assistência Social, promovida pelo Governo de Alagoas, por meio do Conselho Estadual de Assistência Social. O encontro analisa os oito anos de implantação do Sistema Único de Assistência Social (Suas), reafirmando a concepção de trabalho para o aprimoramento da gestão do Sistema. O evento proporcionou o debate coletivo de participação representativa, além de assegurar a discussão e avaliação das ações governamentais.
Neno CanutoPara a representante do Conselho Nacional de Assistência Social, Margareth Daluvera, o trabalho dos delegados eleitos nas etapas municipais é de fundamental importância na construção das diretrizes elencadas no encontro.
“Vamos analisar, avaliar, deliberar sobre o cofinanciamento, rompendo com o assistencialismo para a promoção de políticas puramente sociais. Os usuários merecem acesso de qualidade e os trabalhadores do Suas condições reais de trabalho para atender quem mais precisa”, ressaltou.
O representante do Ministério do Desenvolvimento Social, Fábio Bruni, apresentou os trabalhos realizados pelo MDS por meio do Suas nos últimos oito anos, que representam a luta pelo direito à renda e todas as seguranças garantidas por ele. “Mais do que trazer números, o MDS traz apoio às famílias que conseguiram tirar os filhos pequenos do trabalho; às pessoas que conseguiram sair das ruas e resignificar o planejamento de suas vidas e famílias e o atendimento aos idosos em situação de vulnerabilidade social”. O MDS atua em Alagoas por meio da Seades, em 107 Centros de Referência de Assistência Social (Cras), nos 102 municípios alagoanos, beneficiando 105 mil usuários no Estado.
De acordo com o governador Teotonio Vilela o Estado investe R$ 18 milhões por ano na execução de programas sociais relevantes para atender a população. “Precisamos construir portas de saída para dar espaço e acesso ao mundo do trabalho, por meio dos programas sociais. Ainda há uma quantidade imensa de pessoas que precisa ser atendida e programas como o Bolsa Família são fundamentais para cuidar dessas pessoas”, destacou.
A secretária de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social, Celiany Rocha, ressaltou a importância que o Governo tem dado à Assistência Social. “Nós temos sido prioridade no Governo. Que sejamos todos trabalhadores do SUAS e que possamos proporcionar uma melhor qualidade de vida aos usuários dos programas geridos por esse Sistema.”
Dentre os pontos abordados no primeiro dia da Conferência, estiveram: O Cofinanciamento Obrigatório da Assistência Social; Gestão do Suas; Gestão dos Serviços, Programas e Projetos; Gestão dos Benefícios no Suas e Regionalização; além da Avaliação Política da Assistência Social em Alagoas, apresentada pela Secretária de Estado da Assistência e Desenvolvimento Social, Celiany Rocha, e A Gestão e o Financiamento na Efetivação do Suas, apresentado pelo Professor Economista da Fundação do Desenvolvimento Administrativo de São Paulo (Fundap), Fernando Antônio Brandão.
Nesta terça serão realizadas plenárias para a eleição das propostas referentes às necessidades da Assistência Social em Alagoas, e que serão apresentadas na Conferência Nacional, a ser realizada em Brasília no mês de dezembro.

Compartilhe:

Comente no Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook Auto Publish Powered By : XYZScripts.com